casino online betting -Na sexta-feira (3), segundo dia consecutivo de operações policiais na favela da Maré, na zona norte

Aulas nas Escolascasino online betting - da Maré suspensas por segundo dia

Na sexta-feira (3),casino online betting - segundo dia consecutivo de operações policiais na favela da Maré, na zona norte do Rio de Janeiro, a Secretaria Municipal de Educação (SME) informou que 41 escolas estão fechadas e prestam atendimento remoto aos alunos em função da instabilidade na região.

Continua após a publicidade

O protocolo foi acionado "para garantir a segurança dos nossos alunos e profissionais", afirmou o secretário Renan Ferreirinha nas redes sociais na noite da última quinta (2) após um dia de tiroteios em horário escolar.

Leia mais: Moradores de favelas do Rio organizam ato para reivindicar ações preventivas contra enchentes

"A SME, em parceria com o Comitê Internacional da Cruz Vermelha, diante da realidade da segurança na cidade, implantou o Programa Acesso Mais Seguro, com orientações e procedimentos para a proteção da comunidade escolar", diz a nota.

Desde a madrugada, moradores relatam a presença de agentes e veículos blindados nas comunidades Parque União, Rubens Vaz, Parque Maré e Nova Holanda. De acordo com a PM, agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) fazem uma operação para localizar criminosos. Não há relatos de tiroteios.

:: Projeto na Maré, no RJ, faz ação para captar recursos e continuar atividades ::

Na quinta (2), uma operação da Polícia Civil levou crianças a se jogarem no chão da escola para se proteger dos tiros. Imagens também mostram que pacientes de unidades de saúde se esconderam dos disparos. A ação interrompeu o funcionamento de clínicas da família na Maré.

Moradores relataram intenso tiroteio, uso de blindados e helicópteros. A corporação justificou que a operação da última quinta (2) tinha como objetivo evitar uma "guerra" entre facções rivais na localidade.

Segundo a polícia, "dados de investigação e de inteligência da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) dão conta de que há uma enorme tensão entre as duas facções criminosas atuantes no Complexo da Maré (CV e TCP), após a recente soltura da ex liderança do TCP, Nei da Conceição Cruz, o Facão, o qual teria se afastado da quadrilha".

:: Opinião | A Maré não é "bunker de bandido" como afirma a mídia comercial ::

Fonte: BdF Rio de Janeiro

Edição: Clívia Mesquita


Relacionadas

  • Governo do Rio abre inscrições para a Lei Estadual de Incentivo à Cultura

  • Detran RJ estende o atendimento sem agendamento em 20 postos do estado até fim de março

  • Ministério Público recebe denúncias de violência contra a mulher em posto na Central do Brasil

BdF
  • Quem Somos

  • Parceiros

  • Publicidade

  • Contato

  • Newsletters

  • Política de Privacidade

Redes sociais:


Todos os conteúdos de produção exclusiva e de autoria editorial do Brasil de Fato podem ser reproduzidos, desde que não sejam alterados e que se deem os devidos créditos.

Visitantes, por favor deixem um comentário::

© 2024.cc777sitemap